Vereadores mais uma vez faltam com compromisso e não comparecerem à reunião em Itanhém

 

Por ItanhemFest 
 

Realizada uma vez por semana, às segundas-feiras, a reunião da Câmara de Vereadores de Itanhém que ia acontecer nessa segunda-feira (9) não aconteceu por falta de quórum.

Coincidentemente dos 9 vereadores 5 não comparecerem, os mesmos cinco que faziam parte do bloco parlamentar que elegeu como presidente da Câmara Denilton Porto (Caboquinho), mas foi afastado por ordem judicial.

Os vereadores que não compareceram são Denilton Porto, Audrey Correia, Nem Mendes, André Correia e Marcos Villas Boas.

O presidente do Legislativo, Sasdelli Resende, lamentou o fato, pois é um compromisso que os vereadores têm com a comunidade e apenas uma vez por semana e não comparecem. Ele ainda disse que vai se informar melhor sobre o motivo da falta para tomar as medidas cabíveis.
 
 

Por várias ocasiões, esses mesmos vereadores não compareceram, uma delas não justificaram. Houve uma ocasião em que o presidente, como manda o regimento interno, descontou dos proventos dos edis.

"Às vezes nos decepcionamos com o perfil de alguns colegas que se dizem representantes do povo. Na eleição para presidente no nobre vereador Denilton Porto, eu na ocasião presidente afastado injustamente e os outros colegas, sabia que ele ia ser eleito, pois era chapa única. Ainda assim, fizemos nosso papel de vereador, compareci e humildemente parabenizei e ainda desejei boa gestão à chapa vencedora", argumentou Sasdelli Resende.

Sasdelli ainda argumentou que a maior brutalidade que pode ser cometida contra qualquer ser humano, é puni-lo por um crime que não cometeu. 

"Não existe injustiça mais devastadora do que condenar um inocente”, concluiu Sasdelli, expressando o sentimento que trazia consigo por ter sido punido por algo que não cometeu. A justiça finalmente foi feita.


Notícia Postada em 10/03/2020
Comente esta notícia: