Fumacê costal reforça ações de combate ao mosquito da dengue no município de Itanhém

 

Por ItahemFest
 

Com este verão os problemas provocados pelo aedes aegypti (transmissor da dengue, chikungunya e zika) podem aumentar. Pensando nisso, a Secretaria de Saúde, através da Vigilância Epidemiológica, está realizando o bloqueio preventivo contra o mosquito em Itanhém.

Além das ações de rotina realizadas pelos agentes de endemias, também está sendo usado um pulverizador (conhecido como máquina fumacê costal), que ajuda muito na prevenção e combate ao mosquito.
A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) emitiu um alerta no início do ano de 2019, por conta do crescimento de casos da doença no estado.

De acordo com o órgão, entre 1º e 18 de janeiro deste ano, foram registrados 400 casos - 196 a mais que no mesmo período de 2018, quando o estado teve 204 registros da doença. O crescimento é de 94%.
 

"Este prevenção é de grande importância para comunidade e, desde já, contamos com a ajuda de toda a população para combater esse mosquito, que todos façam sua parte”, comentou o coordenador dos agentes de endemias, Paulo Porto.
A prevenção é a única arma contra a doença.
 

A melhor forma de se evitar a dengue é combater os focos de acúmulo de água, locais propícios para a criação do mosquito transmissor da doença. Para isso, é importante não acumular água em latas, embalagens, copos plásticos, tampinhas de refrigerantes, pneus velhos, vasinhos de plantas, jarros de flores, garrafas, caixas d'água, tambores, latões, cisternas, sacos plásticos e lixeiras, entre outros.


Notícia Postada em 28/02/2019
Comente esta notícia: