Enquanto o número de matrículas do EJA cai no Brasil, em Itanhém teve grande aumento

 

Por ItanhemFest 

Foram divulgadas na última quinta-feira (31/01) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) as estatísticas do censo escolar 2018. Onde de acordo levantamento houve uma queda de 1,3 milhões nas matrículas da Educação Básica Ensino Infantil Fundamental médio e educação de jovens e adultos EJA no período de 2014 a 2018.

De acordo com a pesquisa, que é realizada anualmente onde traz um Panorama do cenário Educacional do Brasil levando em consideração as redes públicas e particulares de ensino, o EJA teve uma queda se 15%, nas matrículas neste período.

Mas no município de Itanhém aconteceu exatamente o contrário do cenário brasileiro. No ano de 2017 e 2018, houve um grande aumento nas matrículas dos alunos no EJA, assim como nas outras turmas do ensino básico.

De acordo com o secretário de Educação de Itanhém Álvaro Pinheiro, no início de 2017, foram feitos vários investimentos para alavancar a trazer os alunos para o EJA.

O secretário ainda informou que logo no primeiro ano o programa foi ampliado com 4 escolas na sede, escolas nos distritos de Batinga, Santa Rita e Ibirajá, na Vila São José, Salomão, Vila Resende, Curvelo da Conceição e mais 10 escolas da zona rural atenderam os alunos do programa, chegando ao número de cerca de 1.130 jovens e adultos matriculados.

"Esse é um programa muito importante, pois possibilita às pessoas que não tiveram acesso ao ensino na idade certa terem agora, pois seguimos o princípio de que a educação deve ser obrigatória e gratuita a todos, não importa a idade”, disse Álvaro Pinheiro.

O EJA, assim como a educação infantil, oferecida no CMEI, vem fazendo a diferença na qualidade de ensino público no município de Itanhém.

"O que nós queremos nada mais é do que ofertar uma educação escolar regular para jovens e adultos, com características e modalidades adequadas às suas necessidades e disponibilidades, garantindo-se aos que forem trabalhadores as condições de acesso e permanência na escola”, finalizou o secretário de Educação.

 Matérias relacionadas:

Secretário de Educação Álvaro Pinheiro em parceria Presidente da Câmara Ronaldo Correia leva educação e saúde as comunidades

Turmas do projeto EJA se reúnem para comemorar resultados obtidos em Batinga



Notícia Postada em 01/02/2019
Comente esta notícia: