Bandidos trocam tiros com PETO e vão pra vala na cidade de Itanhém

 

 

 

Policiais do PETO,  foram recebidos a tiros na madrugada  desta terça-feira, (17), na localidade conhecida como Casas Populares novas em Itanhém.

 

De acordo com informações da Polícia, pelo menos dois elementos armados  meteram balaços na guarnição do PETO e se foram ao encontro do capeta mais cedo.

 

A Polícia havia recebido uma ligação anônima no dia anterior, por volta das 15h:00min, dando conta que tiros haviam sido disparados em uma residência situada naquele bairro. A guarnição então deslocou-se até o referido bairro, mas por falta de mais detalhes sobre o local exato onde haviam sido disparados os tiros, não conseguiu identificar os autores.

Foi quando durante a madrugada, a central de operações recebeu novamente uma ligação dando conta de que dois indivíduos encontravam-se empunhando armas e efetuando disparos em via pública. Desta vez, a ligação anônima passou com detalhes a localização dos indivíduos, o que possibilitou que a guarnição do PETO chegasse no local exato.

Ao chegar no localidade, na Rua João Sales Barreto, 110, foi realizado o cerco policial na residência e os homens do PETO, pediram para que os indivíduos saíssem, porém não obedecendo as ordens, os elementos tentaram surpreender os PMs, efetuando disparos contra a guarnição, na área frontal, e em seguida na tentativa de evadirem-se a qualquer custo, saíram pelos fundos atirando, onde houve a troca de tiros. No revide, os elementos foram alvejados e de imediato, socorridos para o Hospital  Maria Moreira Lisboa, onde lá, foram constatados os óbitos.


Os Cramunhões foram identificados como Marcelino Nascimento dos Santos, vulgo "Negão" e o outro apenas como "Pablo Nóia". Eles eram temidos pela população local, devido a fama de extrema violência. Com os elementos estavam 01 pistola calibre 40 modelo PT 940 de numeração SUC 33961, um revolver 32,  uma garrucha calibre 32, um rifle calibre 22, 02 celulares, 01 pedra de cocaína de 50 gramas, 04 gramas de maconha, 06 munições intactas de .40, 08 munições calibre 32, sendo 2 deflagradas e 2 toucas ninja.

A policia acredita, que as armas, eram usadas pelos dois, tanto para cometer assassinatos, como também para demonstrar poder naquela área, pois certamente a intenção dos indivíduos era estabelecer uma nova chefia do tráfico nas Novas Casas Populares, por isso, o intenso disparo das armas estariam acontecendo.

Medeirosneto.com



Notícia Postada em 17/07/2018
Comente esta notícia: