Manezim do Gavião é declarado Patrono da Cadeira 19 da Academia Capixaba de Letras e Artes

 

Por ItanhemFest

 

Zarfeg fazendo Defesa Pública de Manezim do Gavião

O saudoso Manezim do Gavião foi oficialmente declarado Patrono da Cadeira 19 da Academia Capixaba de Letras, Artes de Poetas Trovadores (ACLAPT) na noite da última quinta-feira (26/4), no auditório da Assembleia Legislativa do Estado do Espírito Santo, na capital Vitória. A instituição literocultural é presidida pelo poeta trovador Clério José Borges.

A Defesa Pública do Patrono foi feita pelo poeta e jornalista Almir Zarfeg, que, na oportunidade, tomou posse da referida cadeira como Membro Correspondente Fundador. Zarfeg teve o acompanhamento e brilhantismo da madrinha Adélia Januth.

Além de Zarfeg, também foram empossados como Membros Correspondentes Fundadores Athylla Borborema, Carlos Mensitieri e Elias Botelho. Todos eles são imortais da Academia Teixeirense de Letras (ATL).

 

Athylla, Clério, Elias, Agnaldo, Carlos, Adélia e Zarfeg

"Minha participação foi duplamente emocionante: primeiro, por ser empossado como membro e, depois, por ter Manezim do Gavião como meu patrono”, comemorou Zarfeg, que preside a ATL.

Manezim do Gavião se chamava, na realidade, Manoel Raimundo Costa. Natural de Pedra Azul/MG, chegou em Itanhém nos anos 50 do século passado. Se dirigia às pessoas através de rimas, o que atraía a atenção por onde passava. Acrescente a isso o fato de viver rodeado por muitos cães, que tratava com carinho.

 

Madrinha Adélia Januth, poeta Zarfeg e Arthur Januth

O trovador, que não deixou nada escrito porque era analfabeto, morreu em 7 de setembro de 1989. Ao indicá-lo como seu Patrono, Zarfeg resgata a figura folclórica e ímpar de Manezim do Gavião.

"O vereador Sasdelli Resende Afonso propôs uma homenagem póstuma a Manezim através de uma Moção de Congratulação”, concluiu Zarfeg.



Notícia Postada em 28/04/2018
Comente esta notícia: