Operação "AMMIT" da Polícia Civil prende 21 pessoas em Nanuque e Carlos Chagas

 

 

A Polícia Civil de Nanuque, no Vale do Mucuri mineiro, desencadeou mais uma grande operação em combate ao crime organizado, ao tráfico de drogas, armas e roubos e furtos na região.

Denominada "AMMIT", na mitologia egípcia era um demônio fêmea na religião no Antigo Egito, a personificação da retribuição divina para todos os males realizados em vida, a operação policial contou com um aparato estatal de 80 policiais civis e logística de 25 viaturas e uma aeronave para dar apoio aéreo.

O delegado responsável pela operação "AMMIT" Dr. Luiz Bernardo disse que a investigação durou cerca de quase um ano, tendo como objetivo desbaratar uma célula criminosa ramificada em quatro grupos, que agiam na região de Nanuque e Carlos Chagas e se comunicavam entre si na prática delituosa.

Segundo informações, a produção de provas na investigação criminal tinha o lastro da justiça, que através do Juízo da comarca de Carlos Chagas foram decretadas as prisões preventivas de 30 dos 31 pedidos feito pelo Delegado de Polícia. Apenas um mandado de prisão foi negado pela justiça.

Dos 30 mandados autorizados, 21 foram executados com êxito, sendo 17 em Carlos Chagas e 4 em Nanuque. Um dos quatro foi cumprido dentro do Presídio Regional da cidade, onde o suspeito já se encontrava preso por outros motivos.

Além dos mandados de prisão preventiva, o Juiz autorizou a execução de 28 mandados de buscas e apreensão de pessoas, que segundo as investigações, tem ligações com o crime organizado.

Todos os presos foram encaminhados para o Presídio Regional de Nanuque e se encontram à disposição da justiça.

Fonta - Rada158

Notícia Postada em 01/03/2018
Comente esta notícia: