Flávia Rohdt dedica livro de aldravias a Manoel de Barros, que faria 101 anos nesta terça

 

Por Almir Zarfeg

 

Flávia Rohdt e a estátua de Manoel de Barros

A poeta aldravianista Flávia Rohdt encontrou uma maneira original para homenagear o poeta pantaneiro Manoel de Barros, que, se vivo fosse, estaria completando 101 anos nesta terça-feira (19/12). Ela autografou o livro "Em terra de Manoel... do barro voam aldravias”, às 8h, na capital sul-mato-grossense. Na oportunidade o saudoso poeta ganhou uma estátua de bronze.

Trata-se de uma "aldravipeia”, a saber, uma série de aldravias dedicadas a um tema específico. No caso, Manoel de Barros, poeta maior do Mato Grosso do Sul e um dos artistas mais originais da literatura brasileira. Ele fez história com obras inesquecíveis como "Compêndio para uso dos pássaros”, "Gramática expositiva do chão”, "O livro das ignorãças” e "Livro sobre nada”.

Flávia Rohdt, que um belo dia trocou São Paulo pelo Mato Grosso do Sul, resolveu ir mais longe, licenciou-se em Letras e, depois, lançou as sementes poéticas no barro fértil abençoado por Manoel de Barros. Com dedicação, bom gosto e talento, em breve ela colheria os primeiros frutos em forma de aldravias.

 

Eu tive a grata satisfação de acompanhar o crescimento da poeta na seara aldravianista, até porque também sou cultor dessa forma poética criada pelo Grupo Aldravista de Mariana (MG), liderado por Andreia Donadon Leal.

Os próximos passos de Flávia Rohdt foram bem dados: tornou-se membro da Sociedade Brasileira dos Poetas Aldravianistas (SBPA), participou das antologias "O Livro I das Aldravipeias”, "O Livro III das Aldravias” e, agora, causa sensação com o livro "Em terra de Manoel... do barro brotam aldravias”, de sua autoria.

A poeta – que ainda mantém a página "Uma dose de aldravia por dia” nas redes sociais – vai crescer muito mais como aldravianista, intelectual e ser humano. E nós estamos aqui prontos para aplaudir.

_______

Aldravia extraída de "Em terra de Manoel... do barro voam aldravias”:

poeta

larval

primitivo

espontâneo

empoemado

menino

 



Notícia Postada em 19/12/2017
Comente esta notícia: