Carteiros de Itanhém aderem a greve nacional dos servidores do Correio

 

 

Foto - IatnhemFest
 

Os funcionários dos Correios na Bahia decidiram entrar em greve por tempo indeterminado, a greve teve inicio a partir das 22h da ultima terça-feira (19), após assembleia realizada em Salvador. A informação foi divulgada ao G1 pela vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos da Bahia (Sincotelba), Shirlene Pereira.

A assembleia dos trabalhadores ocorreu na noite desta terça na Praça da Inglaterra, no bairro do Comércio. Os funcionários da empresa reivindicam reajuste salarial e melhorias em benefícios, e dizem que desde julho não conseguem entrar em acordo com os patrões.

Os funcionários querem reajuste salarial com base na inflação, mais R$ 300 reais de ganho real. "Também reivindicamos reajuste de R$ 45 no ticket de alimentação e também reajustes no restantes dos benefícios com base na inflação do perído. A empresa, no entanto, não quer negociar", disse a vice-presidente do sindicato.

Em Itanhém

De acordo informações só os carteiros do município  aderiram a grave, o atendimento está funcionando.

Crise

Os Correios enfrentam uma severa crise econômica e avalia medidas para reduzir gastos e melhorar a lucratividade da estatal. Nos últimos dois anos, os Correios apresentaram prejuízos que somam, aproximadamente, R$ 4 bilhões. Desse total, 65% correspondem a despesas de pessoal.

Em 2016, os Correios anunciaram um Programa de Demissão Incentivada (PDI) e pretendia atingir a meta de 8 mil servidores, mas apenas 5,5 mil aderiram ao programa.

Os Correios planejam também fechar cerca de 200 agências neste ano, além de uma série de medidas de redução de custos e de reestruturação da folha de pagamentos. Segundo os Correios, o fechamento dessas agências acontecerá sobretudo nos grandes centros urbanos.

 

Informações G1Bahia



Notícia Postada em 20/09/2017
Comente esta notícia: