Problema da falta de água volta assombrar moradores da cidade Itanhém

 

Por ItanhemFest/Eptacio Costa

 Como vem acontecendo há vários anos com a população de Itanhém com a falta de compromisso por parte da EMBASA, empresa de abastecimento de água, onde todos sofreram com a má qualidade da água e, por último, com a falta de água por vários meses no final de 2015 e início de 2016. Hoje a população está começando a passar pelo mesmo problema, já que em alguns bairros a água já está faltando, e a população já começou a se manifestar.

Foi determinado pela justiça que a embasa suspendesse a cobrança das contas de água no início do ano de 2016, que durou por 3 meses, pois a empresa fez um plano provisório para captar água através de uma tabulação até a captação principal. Mas foi uma medida que seria provisória, mas até hoje está funcionando do mesmo jeito e nada foi feito além disso pela empresa para melhor a captação da água. Agora com a estiagem a falta de água já começou em alguns bairros da cidade.

O movimento "Água preta Água limpa” já está se organizando para cobrar da EMBASA e do poder público uma solução para esse problema.

"Já estamos nos organizando, pois não queremos passar o sofrimento que passamos ano passado e início desse ano, que tivemos que colocar caixas de água na rua e puxar por bomba até as casas”, comentou o organizador do movimento, André Correia.

A justiça na época deu prazo de 60 dias para a EMBASA apresentar soluções para o melhoramento da Água e a única coisa que eles fizeram foi esse melhoramento provisório e voltar a cobrar as faturas das contas de água. A população ainda espera essa solução a ser apresentada pela empresa, que fatura cerca de R$ 300 mil reais por mês no município.


Notícia Postada em 26/10/2016
Comente esta notícia: