Mulher é brutalmente assassinada em Rancho Alegre: Corpo nu evidencia violência sexual

 

Na manhã de domingo, 29 de maio, populares encontraram um corpo do sexo feminino, aparentando entre 15 e 20 anos de idade, já em estado de decomposição. O corpo feminino, genótipo de pele morena, foi encontrado próximo a um cemitério, já em uma área de preservação ambiental, no distrito de Rancho Alegre, pertencente ao município de Caravelas. A Polícia Militar foi acionada e esteve no local, onde tomou as primeiras providências. A Polícia Civil foi informada do crime e a delegada do Plantão Regional, Waldizia Fernandes, e sua equipe, estiveram no local, onde realizaram o levantamento cadavérico. Os peritos do Departamento de Polícia Técnica, Paulo Libório e Everton dos Anjos, estiveram no local e realizaram a perícia de ação violenta [homicídio]. Segundo a perícia, a vítima apresentava uma lesão grave na cabeça, possivelmente provocada por instrumento contundente. A jovem estava nua e não foi encontrada nenhuma peça de roupa próximo. Até o fechamento desta reportagem, o corpo, que havia sido removido ao IML Teixeira de Freitas, não estava identificado. A jovem possui uma tatuagem, que ainda está perceptível, na região do abdômen, o que pode facilitar a identificação. Segundo os peritos, trata-se de um crime bárbaro, que pode estar associado à violência sexual e que o corpo será submetido a exames de praxe. O crime chocou o pequeno povoado de Rancho Alegre, mas, ainda não foi possível saber se a jovem é moradora do local. A polícia pede que se alguém tiver algum parente desaparecido, uma jovem morena, com idade entre 15 e 20 anos, que procure o IML para fazer o reconhecimento do corpo. A jovem tem uma tatuagem no ombro direito, com o nome “João Gonçalves” e uma tatuagem maior no abdômen com o nome “Marilene”. O crime foi registrado na 8ª COORPIN, e a delegada Waldiza instaurou inquérito policial para apurar as circunstâncias do crime. Por: Edvaldo Alves/Liberdadenews

Notícia Postada em 29/05/2016
Comente esta notícia: