Suspeito de envolvimento em estupro coletivo no RJ é jogador do Boavista

 

Um dos suspeitos de envolvimento no estupro coletivo de uma adolescente no Rio de Janeiro, Lucas Perdomo, de 20 anos, é jogador do Boavista. De acordo com a Polícia Civil, Lucas era namorado da vítima de 16 anos, que foi estuprada por cerca de 30 homens no fim de semana. Como a polícia pediu a prisão dele e outros três suspeitos, ele agora é considerado fugitivo. Os agressores publicaram um vídeo da jovem logo após o crime e chegaram a mostrar suas partes íntimas sangrando por causa do estupro. O jogador do Boavista, conhecido como Luquinhas, é tido como uma das grandes promessas da base do clube e foi descoberto pelo holandês Clarence Seedorf. Lucas é filho de uma doméstica e de um pastor evangélico e estava de férias do clube desde o fim do Campeonato Carioca. Em entrevista ao Globo Esporte, o diretor do Boavista João Paulo Magalhães informou que o departamento jurídico do clube já foi acionado para acompanhar o caso. O dirigente afirma que só teve conhecimento do caso após o nome de Lucas ser divulgado na imprensa como um dos suspeitos. “Estou chocado. Oficialmente, o Boavista, assim como todo o Brasil, espera que todos os culpados paguem por essa coisa horrível sem precedentes que aconteceu”, afirmou. Lucas estreou no time fluminense em 2014 e virou uma espécie de “xodó” de Seedorf na época em que o holandês fez um estágio no clube de Saquarema para virar treinador, em 2013. Ele atuou em quatro partidas no Campeonato Carioca deste ano e, desde que subiu efetivamente para o time principal, marcou quatro gols. Seu contrato com o Boavista vai até dezembro deste ano. Lucas chegou a ser afastado no Boavista neste ano por causa de faltas e atrasos constantes. Porém, os membros do clube afirmam que ele era uma pessoa calma, sem qualquer indício de personalidade violenta.

Notícia Postada em 27/05/2016
Comente esta notícia: