Montezemolo põe Räikkönen como sucessor de Schumacher

Massa é educado, competitivo e trabalha sempre pelo interesse da Ferrari como ontem (domingo) evidenciou diante do seu público.

 

O presidente da Ferrari, Luca Cordero di Montezemolo, se mostrou feliz pelo título da F-1, elogiou o jogo de equipe de Felipe Massa, a hombridade de Fernando Alonso e até colocou o campeão Kimi Räikkönen como um sucessor de Michael Schumacher. "Massa é educado, competitivo e trabalha sempre pelo interesse da Ferrari como ontem (domingo) evidenciou diante do seu público. Já Räikkönen é um grande homem: fala pouco, mas é simpático, valente, leal e também competitivo. Se está na Ferrari, é porque Michael Schumacher nos recomendou", afirmou o italiano. Os rivais da McLaren ganharam comentários antagônicos. O bicampeão Alonso teve seus méritos exaltados por Montezemolo. Já para Hamilton, o presidente apenas fez questão de ressaltar sua juventude e seu possível nervosismo nos momentos cruciais. "Alonso é fora de série em todos os sentidos. É um piloto extraordinário. Eu apreciei muito sua esportividade ontem (domingo). Mesmo depois de perder por um só ponto o campeonato, ele poderia não querer colocar a culpa só nele e criticar sua escuderia, mas não fez nada mais do que chegar à coletiva de imprensa e felicitar Räikkönen", declarou sobre o espanhol. "Temos que reconhecer que ele (Hamilton) foi extraordinário, porque é um jovem em sua primeira temporada da Fórmula 1, merece respeito e cumprimentos. Mas, também é verdade que não teve qualquer contratempo no ano. E outra: tenho que reconhecer que não gostei da sua manobra no treino de classificação que prejudicou Räikkönen", comentou o presidente da Ferrari, citando a pequena manobra do britânico, que chegou a atrapalhar o finlandês no sábado.

Notícia Postada em 22/10/2007
Comente esta notícia: