Funcionário da Unimed é assassinado em discussão de trânsito

 

[Bahia Extremo Sul] Uma discussão de trânsito acabou ceifando a vida de um funcionário da Unimed Teixeira de Freitas a caminho do trabalho. O crime que revoltou a população aconteceu por volta de 8h30 desta quarta-feira (04), na Rua Aurelino J. de Oliveira, bairro Vila Vargas em Teixeira de Freitas. Andro Silva Guimarães, casado, morador da Rua Valadares de Carvalho, bairro Tancredo Neves, se despediu da esposa e saiu de carona com um colega em um Pálio de cor branca, placa policial NYQ 3848, quando encontrou pelo caminho dois bandidos em uma motocicleta com vontade de matar. Um deles de posse de uma pistola Ponto 40, atirou no rosto de Andro que morreu no local. Segundo informações, os bandidos fecharam o carro em que Andro e o colega estavam, começou ali uma discussão, neste momento um dos bandidos sem dó nem piedade, sacou uma pistola Ponto 40 e desferiu vários tiros contra Andro, que sem defesa, morreu ali mesmo, no banco do carona. Várias viaturas da Polícia Militar estiveram no local, bem como viaturas da polícia civil comandadas pelo delegado Kleber Gonçalves. A família em choque não segurou a emoção quando viu o corpo do jovem coberto de sangue dentro do carro. A violência que toma conta das ruas de nossa cidade tira a vida de um pai de família trabalhador e põe em alerta as pessoas de bem de nossa cidade. Em apenas quatro dias deste mês, já são contabilizados cinco mortes e duas tentativas, as pessoas de bem estão ficando com medo de sair de suas casas e de ver seus filhos irem para a escola. A população precisa cobrar de seus representantes nas Câmaras de Vereadores, na Assembleia Legislativa e no Congresso Nacional, medidas mais enérgicas para combater a violência, não adianta nada os deputados ficar fazendo Leis para beneficiar bandidos, a certeza da impunidade, a cada dia que passa ganha mais força entre os marginais. A população cobra a presença da polícia nas ruas, mais de que adianta a polícia prender se as Leis garantem a impunidade. Na sexta feira (30), a polícia prendeu um jovem em posse de várias joias roubadas, como não houve flagrante, ele foi ouvido e liberado, na segunda feira (01), este mesmo jovem foi baleado na boca, foi socorrido e já faz parte das estatísticas de tentativa de homicídio. Este é meu país, que nossos representantes criam suas Leis, não pensando nos homens de bem, mais sim, em proteger bandidos. A perícia foi feita pelo pelos peritos Paulo Libório e Pablo Bonjardim. O corpo foi removido para o IML onde será necropsiado. A polícia vai investigar o crime.

Notícia Postada em 04/02/2015
Comente esta notícia: