Testes rápidos fortalecem a rede de cuidado nas Unidades de Saúde da Família (USF) de Itanhém

 

Por Itanhemfest/Ascom Em tempos passados, as avaliações de HIV/AIDS e Sífilis eram realizadas através de exames de laboratório, a partir da coleta de sangue e enviadas para o LACEN em Salvador. Desta forma, os resultados só chegavam num prazo de 30 á 60 dias, atrasando os serviços da Unidade e a vida do paciente. Em 2012, a Rede Cegonha incentivou a descentralização dos testes rápidos de HIV I e II e sífilis para todo o Brasil, mas eram destinados apenas às gestantes e existiam somente em grandes cidades. No final de 2013 começou uma articulação do Estado junto com os Municípios, em prol da participação da Atenção Básica municipal apoiada pelas DIRES. Através desta participação, hoje, no município de Itanhém, já acontece a realização de testes rápidos, não apenas para gestantes mas para toda população. Os testes Rápidos de HIV e Sífilis foram disponibilizados em todas as unidades de Saúde da Família e, em algumas unidades, já existe também o Teste Rápido de Gravidez. Parte importante do processo de realização dos Testes Rápidos foi o período de treinamento e formação dos nossos profissionais de Enfermagem que iriam realizar os testes. A capacitação foi destinada exclusivamente ás Enfermeiras Coordenadoras das Unidades, lhes conferindo formação e a certificação necessária para o aconselhamento, interpretação do resultado, orientação e continuidade dos cuidados aos usuários. Os testes têm como objetivo fazer a detecção precoce, buscando prevenir novos casos, eliminando a transmissão vertical, o que representa a possibilidade de um tratamento que garanta uma boa e longa vida, quanto à de qualquer outra pessoa portadora de doença, que exija controle e cuidados. A nova ferramenta promove mais qualidade de vida aos cidadãos itanheenses, ampliando o acesso aos meios de serviços de prevenção, assistência e recuperação da saúde.

Notícia Postada em 04/02/2015
Comente esta notícia: