Suspeita de assalto: Médica já estava morta há cinco horas

 

A médica Mariana Alenjandra Perez, 31 anos, foi encontrada morta em seu apartamento, na noite de quarta-feira 4 de setembro, na orla norte de Porto Seguro. Segundo a polícia, Mariana morava no Condomínio Vila Nova, no Paraíso dos Pataxós e foi estrangulada. As investigações apontam que a médica pode ter sido vítima de um latrocínio - roubo seguido de morte. A mãe de Mariana, que também é medica, teria chegado ao apartamento por volta das 19h e ainda encontrado os bandidos no local - que estava totalmente escuro. A quadrilha também teria tentado asfixiar a mulher, que conseguiu fugir e acionar a polícia. O apartamento estava revirado. Diversos objetos foram levados. O corpo da médica Mariana Alenjandra foi localizado no banheiro. Havia lesões nas costas e no pescoço. Corpo já estava enrijecido O delegado Élvio Brandão - coordenador da 23ª Coorpin, informou ao RADAR 64, com base em informação preliminar da perícia, que Mariana pode ter sido morta por volta das 14h, pois o corpo já estava enrijecido. O delegado não descarta a possibilidade de latrocínio, mas disse que é uma situação atípica e investiga outras hipóteses. 'Por qual motivo os bandidos ficaram cinco horas no apartamento? Questiona o delegado. Mariana, que formou-se em Medicina na Argentina e fez pós-graduação nos Estados Unidos, era natural de Belo Horizonte e tinha se mudado para Porto Seguro há menos de um mês. Fonte: Radar64

Notícia Postada em 05/09/2013
Comente esta notícia: