Casada e pós graduada, professora de Itanhém conta sobre vida pós Big Brother

 

Segunda colocada na terceira edição do Big Brother Brasil, a professora Elane - de Itanhem, tem hoje uma história de sucesso para contar. Elane, que perdeu o primeiro lugar no programa para o goiano Dhomini, investiu o dinheiro ganho no reality em educação: fez duas faculdades - de Administração de Empresas e Pedagogia - e já está na segunda pós graduação. "Nunca quis ser famosa. Desde o começo, meu objetivo no Big Brother era mudar de vida", conta em entrevista ao iBahia. A baiana, que vivia num estabelecimento rural de Itanhém (sem energia elétrica e emprestado pela prefeitura) com os pais, orgulha-se da sua vida atual. "Comprei um sítio pros meus pais, confortável e com energia elétrica. Hoje moro em Salvador, onde estudo e acabei de abrir uma empresa", diz. Na vida pessoal, mais realizações:" Me casei em 2008 e tive minha filha em 2010. Hoje vivo com eles, somos uma família bem reservada", conta a agora empresária sócio-ambiental, que garante ter um só desejo para o futuro: "Que minha empresa dê certo!".

Elane é também orgulhosa de sua participação no reality, em 2003. "Nós na terceira edição éramos mais inocentes do que os participantes atuais. Era outra coisa. Minha conduta foi tranquila, sai de lá com muitas pessoas me elogiando, e até hoje sou reconhecida e parabenizada pelo programa", diz. Apesar da boa convivência no Big Brother, Elane não cultivou nenhuma amizade dos tempos de confinamento. "Tinha contato com a Viviane, até 2005 mais ou menos. Depois disso, troquei de número e acabamos não nos falando mais", lamenta. Ex-BBB com orgulho, a empresária comenta a atual edição do programa com toda propriedade: "Acho que depois de um tempo os participantes ficam mais maliciosos, mais ousados. Nesta edição, eu torço pro Fael e quero que todo mundo da Selva saia!", brinca. Sobre a representante baiana na edição - Jake, eliminada na segunda semana - Elane é sucinta: "Ela poderia ter representado melhor a Bahia. Foi muito infantil, poderia ter se mostrado forte".

Notícia Postada em 12/03/2012
Comente esta notícia: